Se você é brasileiro, uma das atitudes mais importantes que um passageiro deve adotar antes mesmo de chegar a qualquer aeroporto pelo mundo é a de verificar se o país de destino está ou não admitindo brasileiros (em especial nesse momento de pandemia). Infelizmente, devido às condições sanitárias do Brasil, há vários países que não estão admitindo a entrada de brasileiros.

Se isso estiver ocorrendo, você, passageiro, deve procurar seu agente de viagem ou a própria companhia aérea, para buscar as alternativas que a Lei nº 14.034/20 prevê, que são: o reembolso do valor gasto na compra da passagem aérea (em até 12 meses contados da data marcada para o voo), a sua remarcação, ou a concessão desse crédito para ser utilização em até 18 meses.

Além desse problema especifico que atinge o Brasil, há países que exigem para a admissão de passageiros brasileiros a vacinação contra outras enfermidades, em especial, a febre amarela. Essa vacina é facilmente obtida em vários postos de saúde espalhados pelo país, mas exige que seja programado com antecedência, pois essas entidades terão que emitir um certificado de que você foi vacinado e deverá apresenta-lo no balcão de embarque.

No dia da viagem, além do que acima mencionamos, o passageiro deve se organizar para chegar ao aeroporto de origem com a antecedência mínima de 2 horas para voos nacionais, e 3 horas para os internacionais. Se chegar atrasado, poderá ser considerado na linguagem aeroportuária como “no show”, ou seja, não ser admitido a bordo, por não ter se apresentado em tempo hábil para o embarque.

Quanto as suas bagagens, observe em seu bilhete eletrônico a quantidade de volumes, os limites de peso e dimensões que a companhia admitirá para o embarque, para que você, passageiro, não tenha que pagar por excesso de peso (“overweight”). Isso sem falar nos cuidados de não levar em sua bagagem de mão qualquer objeto cortante, ou mesmo líquidos em volume acima de 100 ml.

Por fim, lembre-se de etiquetar todas as suas bagagens com seus dados pessoais (nome, endereço e telefone), para em caso de extravio, seja mais fácil a sua localização pela companhia aérea.